terça-feira, 21 de dezembro de 2010

COISAS QUE APRENDI COM LIVROS #01 – Converter preços em Mass Market Paperback te ajuda a poupar.

De certa forma, sinto que não deveria ter apresentado a conclusão de tudo isso no título, porque significa dar a recompensa antes do esforço (ou seja, antes de vocês lerem todas as minhas divagações sem sentido e quase sempre egocêntricas). Todos sabem que isso não educa ninguém. A conclusão antecipada, quero dizer, e não minhas divagações. Essas, tenho certeza, são de utilidade geral (tá...).

 Tome, um chocolate. Agora continue lendo. E comente para ganhar outro.

Como vocês sabem, todo o projeto do Lekatopia é pautado numa tentativa de lavagem cerebral geral, sob o patrocínio do governo nipônico (como já explicado) e com o único objetivo de alavancar a economia japonesa ao convencê-los a ver doramas, jogar games da Square-Enix e adquirir milhões de produtos fofíssimos baseados em mangás, cujo valor gira em torno de milhões de ienes (nem é tanto dinheiro assim se convertido em reais, o que, claro, sempre me dá um profundo sentimento de satisfação, embora eu obviamente não saiba converter sem utilizar os convertores do UOL Finanças .É...Uol. E daí? Você não achava que eu lia Financial Times, achava?).

Enfim, tentarei ser o mais breve possível. “Mass Market Paperbacks”...Todos os conhecemos. São os amiguinhos que nossos salários de universitários permitem pagar. Livros em formato brochura, papel jornal, tamanho de bolso e letra miúda. O conteúdo é o mesmo de qualquer outro formato, mas o preço em geral não ultrapassa U$7,00. E, como diz a Nathi (do Track 3 Kid, um dos blogs mais engraçados que já li na vida), eu tenho certeza que  meus Mass Market Paperbacks durarão para sempre. E nunca se desintegrarão. Só ficarão um pouco amarelados e terão as bordas comidas pelas traças. 

Enfim, conteúdo por conteúdo, a estória que você vai ler é a mesma em formato jornal ou Enciclopédia Barsa. Além disso, você pode levar o Mass Market Paperback para a praia, por exemplo, sem se preocupar em molhar o livro e estragá-lo, porque, no fim das contas, você pagou R$12,00. O que, convenhamos, é mais barato que um Cheddar McMelt.

A técnica para colocar suas finanças em dia e sossegar seu espírito Becky Bloom neste final de ano é simples: converta tudo, tudo que você quer comprar em livros Mass Market Paperback. Tenho certeza que você vai desistir da compra. Funciona mais ou menos assim:

Situação 01 Você trabalhou o dia inteiro, está cansado, os ônibus estão cheios, a chuva é torrencial... Ora, por que não pegar um táxi? Afinal, você também é filho de Deus, não é? Não! Vamos fazer as contas que nosso nível de matemática nos permite: se você gastar R$25,00 em táxi, são 02 Mass Market Paperbacks que você deixou de comprar. Tudo em função da sua Preguiça.
 Pessoas ativas te desprezam.

Situação 02 Final de ano é época de confraternizar com o pessoal do trabalho, assistir especial do Roberto Carlos (que não é rei no Reino de Lekatopia, deixemos isto claro) e travar uma batalha mais sangrenta que a Guerra do Peloponeso pela última boneca “Barbie e a Magia de Aladus” no shopping, a coisa que sua irmã menor mais que no universo (junto com um hamster e seu computador, caso você morra). Sua família quer fazer amigo secreto, o valor é R$50,00 e sua tia avó Mirta faz questão que você participe. E você vai desapontar a velhinha? Bem amigo, vai sim. Larga de ser uma maria mole manipulada pelos parentes que SABEM da sua incapacidade de dar presentes ruins (embora magicamente eles pareçam achar presentear “meias” uma boa idéia) e pensa comigo: R$50,00 no presente + R$5,00 no cartão de Natal + R$5,00 na gasolina (ida e volta até o shopping) + R$10,00 no estacionamento + R$10,00 no Frozen Yogurt que você comprou no shopping (porque comprar presente para os outros é desgastante, fato) = R$80,00 ou 06 Mass Market Paperback. Sério. SEIS!

 Não se engane, pessoas que fazem compras de Natal nunca estão felizes como nessa foto. É a mesma balela das propagandas de absorventes higiênicos.

Obviamente, como toda teoria tem suas falhas, você pode acabar não economizando nadica de nada se, ao invés de deixar de participar do amigo secreto, resolver ir mais além e decidir comprar os seis Mass Market Paperback de uma só vez. Isso tende a gerar um efeito cascata no qual você ativa um sistema de recompensas próprio e passa a se “dar” Mass Market Paperbacks por qualquer motivo (eu particularmente sou muito boa nesse tipo de coisa. É meu talento especial, o sistema de recompensas que possuo para mim mesma. A Tam teria inveja). O lado bom é que pelo menos você será um insolvente civil mais bem informado. Eu espero. 

E agora, depois de todo o esforço mental empregado nessa teoria digna do Nobel de economia, quero ser a nova garota do lenço verde. Sem os débitos. E sem o pingente mais feio de todos os tempos (é uma Â-N-C-O-R-A, gigante ainda por cima).

Sério, pessoa que cuidou do figurino deste filme (preguiça de ir ver no IMDB quem é)? Sério mesmo?

Ah, ao que parece não fui muito breve, mas deu trabalho escrever tudo e eu não vou apagar. 


15 comentários:

Alessandra disse...

Haha. Adorei o seu post!

Eu também tenho o sistema de recompensa... O legal é que eu me recompenso de coisas boas e ruins. Tipo ontem, como tirei umas notas ruins... Comprei um livro para ficar feliz :P

Agora que comecei a comprar mais livros em inglês... Vou investir nos Mass Market Paperbacks, hehe.

PS: Cadê meus chocolate? Continue lendo e ainda comentei :D

vanessa disse...

UASHUASHUA eu ri com o post e adorei (: paperbacks são tudo e ainda baratinhos, adoro isso. UAHSUAHSUHAS
Beijos, Vanessa
thisadorablething.blogspot.com

Kathy disse...

Amei o post!!
Eu ja me rendi aos Mass Market há muito tempo! Assim que comecei a ler em inglês e notei a diferença absurda no preço (normalmente os livros saem por 15 ou 16 reais xD).
Claro que quando eu ficar rica, irei trocar todos os meus paperbacks por hardcovers. u.u

Beijos,
Kathy

book disse...

Adoreeei Leka!! Ri horrores com o sistema montado! Mas acho que não funcionaria pra mim hehehe ;)Ee nem gosto muito de paperback, como tu disse as traças destroem :S
Ótimo post!
Beijocas!

Victor disse...

Vendo os comentários - e meus próprios pensamentos - suponho que vocês já estejam nadando e iens agora. Como prometido, quando me aposentar ganharei um cargo em Lekatopia e peco carinhosamente que meus gastos com bichos fofos de mangás e energia do tempo que assistir doramas sejam debitados no meu fundo de garantia hehehe Assim como os de Mass Market Paperback - porque sim, agora eu vou viver comprando os mesmos, pois hardcover é pra quem pode e MMP é para quem economiza e se adestra !
Entretanto, aviso para você e seus acessores que, na próxima reuniao, discutam algo sobre fazer um MMP Friday - algo do mesmo gênero de Black Friday - onde as pessoas que chegaram a um nível críitico - Fungos pelo corpo, pois, muitos banhos sao equivalentes a 1 MMP e, vermes na barriga porque carne limpa e cozida ( gasta gás, tá ? ) podem equivaler até 2 MMP - possam comprar livros do mesmo formato com desconto, apesar de estarem bixadas :P
Estou estudando como colocar veneno de rato nas páginas e capa do MMP para impedir as tracas, se bem que é possível que se crie um O NOME DA ROSA 2 por conta das pessoas que lambem os dedos ao virar de página - como eu disse, em estudo.

Adorei o post !

Beijos,

Victor

Clarissa Santos disse...

Essa foi a teoria mais fantástica que já vi na vida. Olha, realmente, Leka, você merece um Nobel!
AHAHUAHUHUAHUA
Eu me enquadro perfeitamente na parte de se auto recompensar! Acho que é uma forma de eu gastar muito e não ficar com peso na consciência, sabe? compro um zilhão de livros e depois penso... mas era dia do índio! Eu totalmente preciso de um presente do dia do índio! Meu pai é descendente de índios, então eu também sou, né? Eu acho.
Enfim, xD

chris disse...

Uau seu post ficou demais
Muito bom mesmo
Não sou muito fã de paperback, mas as vezes eh inevitavel comprar um...

chris
leiobooks.blogspot.com

Sora Seishin disse...

Oi Leka!!
Adorei seu post, super divertido :D
Pena que os mass market paperback não são populares no Brasil... Imagine se um livro que normalmente custa R$50, custasse R$10? Seria excelente!!
Beijos

Renata G. de Souza disse...

Ri muito com o post Leka \o/
Ainda não te agradeci por me dar o Doumyouji XD sabe? ele estava debaixo da árvore hoje de manhã kkkkk

Tem selinhos para você lá no blog!
http://leiturasdokokoro2.blogspot.com/2010/12/selinhos-3.html
Bjus =*

Evellyn disse...

Ai Leka!
eu só morri de rir com sua teoria! Gostei mesmo! Anda vendo mt TBBT hein.... Tudo bem, nerds todos somos quando desistimos de comprar roupas pra comprar books pb...
Respondendo, eu tb acho o The Basic 8 bem carinho... dá do pagar mais de 10 doletas em pb né, se BD entrar em promo, me avise - ou eu te aviso se vir primeiro... De qq forma eu ainda não tenho nenhum pb, por conta da minha falta de um cc internacional - o que eu pretendo mudar asap!
Eu quero mt ler Meg, mas a serie A Mediadora é tãooo grande, vou ter que ler todos? Pq ninguem mais escreve um livro e para por ai? Sempre tem que ser uma serie de 10 livros?

Léka disse...

Alessandra: Sim, o sistema de recompensa para mim funciona por qualquer motivo também (Oba, estou feliz! Livro! Bah, estou deprimida! Chocolate! rs)...Quanto ao chocolate...Que chocolate :P?

Vanessa: Sim, é essa a palavra mágica: "baratinhos"! hehe, para mim a discussão paperbacks vs. hardcovers termina com este argumento ;)

Kathy: Ótima idéia (posso roubar?), quando eu for rica e tiver a biblioteca de "A Bela e a Fera", doarei todos os paperbacks e os substituirei por hardcovers muaahaha Entrou para meu plano de vida!

Lú: A estória das traças é mentira, paperbacks s e diamantes são esternos not really)!

Victor: haha, ri muito com o seu comentário. Mas sim, já convoquei o Conselho do Reino para discutirmos uma black friday de MMP. Acho que casaria bem com a minha política do pãe e circo :D! E caso você desenvolva o veneno, me avise que eu faços os trãmites legais para registro =] Você ficará rico (e eu ganharei honorários Muahahaha)!

Clarissa: Sim, isso é mais complexo que a teoria dos jogos (again, not really)! rs E claro que o dia do índio é dia de presente. Como o dia da bandeira. Por que NÃO trocar presentes no dia da bandeira? Está aí algo que nunca entenderei...

Chris: Até sermos todos ricos e fabulosos, sim, diria que é inevitável mesmo :P

Sora: É uma pena mesmo! Muitas vezes deixamos de ler autores nacionais porque não temos acesso aos seus livros com preço de MMP ou de paperback normal mesmo :/ E daí acabamos comprando livros de autores estrangeiros e deixamos de incentivar a literatura nacional!

Rê: Ah, que bom que você ficou feliz com o presente! hahaha Estava em dúvida entre o Doumyouji e o Rui, mas o Doumyouji não pinta o cabelo, então ganhou =D!

Evelly: Combinado, criaremos a irmandade do "The Basic Eight" por menos de U$10! rs E sim, eu também fico com ÓDIO de séries longas (cara, tá ficando ridículo TODO livro YA ter mais cinco ou seis de sequência, mas juro juradinho que "A Mediadora" vale a pena =]

Eliza Grint disse...

Ok, "Ora, por que não pegar um táxi? Afinal, você também é filho de Deus, não é? Não!" EU RI!

Cara, e para falar bem a verdade, do meu nível de pobreza, nem o ônibus tá barato. Do trabalho para a minha casa o ônibus é 3,35! É o que eu chamaria de fim dos tempos, pois é um preço que eu pago para ficar em pé, tendo o meu corpo vareta sendo esmagado por pessoas que aparentemente não tomam banho há no mínimo 12 horas!

Por isso, estou fazendo a minha fézinha na Mega da virada e esperando com muita esperança os meus 200 milhões! HAHA Ai eu compro até hardback (H)

Adorei o post, ri muito!
Peace and light
Eliza

Juliana Lucca disse...

Eu juro que ia fazer uma coluna "Coisas que aprendi com livros" no meu blog! hahaha mas a sua é mais engraçada e você postou a idéia primeiro! LOL
Amei o post! Mas, de verdade, ainda fico com os livros mais caros: a capa é maior e normalmente brilha mais. E é claro: só compro um livro pela capa... e todo mundo acredita que eu leio! Como se eu soubesse ler! LMAO

BiahB - Garota Pai D'égua disse...

sahusuuas

Essa técnica é infalível, uso ela a um tempão!!!

Muito boa no caso de táxis e tal por que além de economizar pra comprar livros, você inda entra em forma!

Adorei o Post

BiahB
http://garotapaidegua.blogspot.com

Léka disse...

Eliza: Sim, o ônibus está um ROUBO! E é sempre uma experiência muito desagradável a qual me submeto de segunda a sexta-feira rs. E, bem, não deu para mim a Mega Sena de virada, mas tenho certeza que ainda terei uma biblioteca como a de "A Bela e a Fera", cheia de hardback...Muahahaha.

Jú: Faça a coluna!! Garanto que aprendemos coisas diferentes com os livros que lemos =] (talvez com exceção de que brilhar quando se é um garoto não é legal). Além disso, eu adoro os seus posts e a maneira como você escreve! Então, go on! Com tantos blogs, é normal que idéias similares surjam ;)

Biahb: Estou trabalhando a parte de entrar em forma ainda rs. Vai para a resolução de ano novo!