sábado, 23 de abril de 2011

OLHOS DE PANTERA (As Crônicas de Sookie Stackhouse #5)

Photobucket
Quando Sookie vê os olhos de seu irmão começarem a mudar, ela sabe que ele vai se transformar pela primeira vez. Mas sua preocupação torna-se medo quando um atirador coloca seus olhos na população local de shifters. Agora Sookie tem até a próxima lua cheia para descobrir quem está por trás dos ataques - a menos que o assassino a encontre antes.
DEAD AS A DOORNAIL (The Southern Vampires Mysteries)*

CHARLAINE HARRIS
295 páginas na versão mass market paperback.
Ace Books, 2006.



(*) PROCURA-SE UM VAMPIRO (As Crônicas de Sookie Stackhouse #5) na edição nacional, recém lançada pelo Ediouro.

Estou absolutamente fora de ordem nas minhas resenhas. O próximo livro a ser resenhado seria The truth about forever, mas eu passei Jogos Vorazes e Olhos de Pantera na frente. É, pois é. De todo modo, estou de volta com as resenhas. Faz algum tempo, eu sei, mas a proposta do Lekatopia nunca foi a de atualizações freqüentes rs.

E a Ediouro está lançando os livros da Sookie no Brasil bem rapidinho, não está? Em menos de seis meses já saíram dois (Procura-se um Vampiro, cuja resenha você encontra aqui, e Olhos de Pantera)! Até então um livro novo da série só saia por aqui na véspera da estréia de uma nova temporada de True Blood (o que era uma jogada de marketing inteligente, mas incrivelmente desrespeitoso com os fãs da série que não lêem em inglês). Se mantivermos o ritmo, Definitely Dead deve sair no segundo semestre.

A resenha de Olhos de Pantera será feita com base na versão lida por mim, que é o mass market paperback de 2006. Aliás, como comecei a ler a série antes de sua publicação no Brasil e ela precisa estar “uniforme” e “bonitinha” em minha estante, todas as resenhas que eu vier a fazer da série serão com base nas edições americanas (com seus desenhos horrorosos mas tão “owww” ao mesmo tempo...Ao menos para mim, claro). E como estaremos falando do quinto livro da série, haverá spoilers para quem não leu todos os quatro livros anteriores. Eu destesto fazer isso, mas com séries longas como essa não tem jeito!

 Eu avisei.


A estória de Olhos de Pantera começa onde Procura-se um Vampiro terminou. Jason, o irmão de Sookie (que está menos mala a cada livro, obrigada Charlaine Harris), havia sido mordido por um werepanther da comunidade de Hotshot e, surprise, surprise, se transformou ele mesmo num werepanther (um shifter que só se transforma em um único animal, no caso uma pantera). No começo do livro Sookie está levando-o para se encontrar com o resto do bando numa noite que marcará a primeira transformação de Jason.

MAS, como as coisas não podem ser tão simples assim, um atirador começa a atacar shifters (sejam os “shifters em sentido estrito” – como eu gosto de chamar aqueles que, no estilo Sam, podem se transformar em qualquer animal – sejam os werepanthers, werewolves ou werewhatevers por aí) na região. A polícia acredita que as vítimas estejam sendo escolhidas aleatoriamente, mas Sookie sabe que coincidentemente todos os alvos são shifters. E, claro, as suspeitas da comunidade sobrenatural recaem sobre Jason Stackhouse, transformado num werepanther contra a sua vontade (embora ele claramente esteja curtindo ficar peludo a cada lua cheia). Sookie vai precisar colocar suas habilidades “especiais” na busca pelo atirador, se não quiser ver as pessoas que ela gosta machucadas...E seu irmão culpado por isso.

Esse é o fio condutor da estória, mas é claro que há, como sempre, várias tramas paralelas acontecendo. Aliás, em Olhos de Pantera as tramas paralelas se mostram ao final mais interessantes do que a trama principal. A idéia do atirador é boa, mas quando descobrimos quem é e porque está fazendo isso, a coisa parece um pouco forçada. Por outro lado, a luta de poder travada em Jacksonville para determinar o sucessor como líder da matilha após a morte de Coronel Flood é interessantíssima. Aliás, na minha opinião, Sookie arranjou mais um inimigo para toda vida como resultado dela (e mais um cara gato também, o que equilibra a Força, não?)...Vamos ver se a deixa é aproveitada nos próximos livros!

E eu sei, SEI que vocês estão morrendo para saber de cada cara bonitão na vida de Sookie, não estão? Estão sim! Então vamos a um breve resumo: (i) Eric-Deus-abençoe-os-vikings-Northman: Eric esqueceu tudo o que aconteceu no livro quatro (inclusive que Sookie matou Debbie Pelt e ele escondeu o corpo) e Sookie se recusa a contar para ele, pois não quer que ele saiba de nada que possa usar contra ela. Não vou mentir, é triste, mas o relacionamento dos dois não progride muito nesse livro (o foco aqui definitivamente não foram os vampiros); (ii) Bill: Olha, eu sou “Team Eric”, mas Bill tenta se redimir pouco a pouco de todas as burradas que fez nos livros anteriores a partir daqui. Mas ainda não gosto dele, desculpem-me, motivo pelo qual não me aprofundarei no assunto (haha); (iii) Sam: Eu gosto do Sam e acho que ele seria uma boa escolha para a Sookie. Mas Sam é sempre Sam, bonzinho e “vai estar sempre lá para ser um ombro amigo e tal”, vocês sabem. O relacionamento dele e de Sookie ganha contornos interessantes em Olhos de Pantera, é tudo que posso dizer; (iv) Calvin: bleh. Mas esse é o livro em que ele ganha um maior destaque, se alguém estiver interessado; (v) Alcide: Já gostei dele, mas no fim das contas é um imaturo que precisa parar de se lamentar pela Debbie Pelt. Porém, com toda a trama em Jacksonville, ele aparece bastante; (vi) Quinn: finalmente Quinn apareceu. Embora ele não tenha “muito tempo de tela” dedicado a ele, fica bem claro que este é apenas o começo...Muahaha. Mal posso esperar, Sookie, sua espertinha!

 Share the love.
 
Com todo mundo caindo de amores pela Sookie, temo que a personagem vire uma Mary Sue, mas até agora, tudo certo. Nem sinais de uma protagonista insuportável. E falando em personagens, senti falta de um espaço maior para Buba, Pam e até o novato Charles Twinning, um vampiro que costumava ser um pirata e que nos é apresentado nesse livro. Mas ok, o foco foi nitidamente os shifters e não os vampiros dessa vez.

Após Procura-se um Vampiro, um livro realmente MUITO bom (talvez até melhor que o primeiro) eu não esperava que Olhos de Pantera fosse mind-blowing. E não é. Trata-se de uma boa adição a série, que aprofunda a temática dos shifters e é diversão garantida. Ninguém escreve diálogos como Charlaine Harris, fato. E quando por volta da página 70 pensei por um minuto que seria um livro chato...BAM, a autora solta algo novo que não me permite largar o livro até o final. Impossível achar enfadonho!
 
Narrativa: 3/5
Desenvolvimento das personagens: 3/5
Fator X: Vocês continuarão lendo meu blog se o Fator X de todas as resenhas de "As Crônicas de Sookie Stackshouse" for Eric Northman?
Avaliação Geral: 4/5 

3 comentários:

Niii disse...

Leka, eu venho se vc continuar colocando o Eric como centro sim! huahuaha

Olha, eu sou ligada na série de TV, mas acabei ficando no primeiro livro =x
Pretendo continuar, mas acabei ficando com medo de ter uma overdose de vampiros!
huahauha

AHHHH, eu quero os livros com os desenhinhos(?) hauaua
bjs

Léka disse...

Niii: Ai que bom, alguém me entende hauahau - sinto-me mais normal agora =D !!!

E para ser sincera eu estou meio saturada de tantos vampiros "por aí", mas essa série nunca me cansa! Pode seguir lendo sem medo ou contra-indicações ;)

beijãoo
Léka

ps: Foi tão triste não ter encontrado este livro na edição "com desenhinhos" hahaha Tive que me contentar com um "carão" que deve ser da Sookie ;___;

livroseoutrasfelicidades disse...

Oi, Leka!
O seriado eu não curti muito, mas sou viciada na série, sou daquelas que clica na "venda antecipada" na Amazon, para ler o novo livro assim que a Charlaine publicar...rs..
E sou totalmente Team Eric, apesar de ele ser um pouco viking (leia-se bruto) em certos momentos.
bj
Julia