domingo, 20 de março de 2011

JOGOS VORAZES (Jogos Vorazes #1)

Photobucket

"Na abertura dos Jogos Vorazes, a organização não recolhe os corpos dos combatentes caídos e dá tiros de canhão até o final. Cada tiro, um morto. Onze tiros no primeiro dia. Treze jovens restaram, entre eles Katniss. Para quem os tiros de canhão serão no dia seguinte?."
JOGOS VORAZES (Jogos Vorazes #1)


Suzanne Collins
397 página
Rocco, 2010.





A resenha que eu postaria hoje seria a de “The Truth About Forever”, de Sarah Dessen, um livro maravilhoso e que estava na “fila das resenhas” antes de Jogos Vorazes. Mas acabei ontem a noite a estória dos tributos de Panem e há algum tempo não ficava tão ansiosa pela continuação de um livro. Isso porque Jogos Vorazes é um dos melhores livros que li nos últimos tempos. Não, apague isso. Jogos Vorazes é um dos melhores livros que li na minha vida.

Pausa dramática.

Sem me prolongar muito na ficha técnica, até porque a maioria dos leitores do blog já devem estar familiarizados com o título, Jogos Vorazes (Hunger Games no original) é o primeiro livro de uma trilogia composta por Catching Fire e Mockinjay, respectivamente. O segundo livro da série tem previsão de lançamento no Brasil no primeiro semestre deste ano, também pela Rocco. Mas isso é tão injusto. Porque eu preciso saber o que acontece AGORA!

 AGORA. AGORA-AGORA-AGORA.

Bem, é difícil encontrar uma resenha negativa de Jogos Vorazes .E com todo mundo dizendo o quão incrível essa trilogia era, eu fiquei curiosa, claro, mas com um pé atrás. Porque em geral quando um livro possui uma repercussão muito grande e positiva, minha tendência natural é esperar muito e me decepcionar profundamente com o resultado. Foi assim com Crepúsculo (bleh), Calafrio e tantos outros. Mas enfim, como a repercussão positiva de um livro pode afetar sua avaliação dele de modo negativo entra em um próximo “Discussões Filosóficas Niilistas” (que deve aparecer muito em breve, embora o tempo seja algo relativo e vocês já estejam acostumados a não esperar mais do que um post por semana aqui, com sorte!).

A estória de Jogos Vorazes é centrada em Katniss Everdeen, uma garota de 16 anos moradora do Distrito 12, o qual juntamente com mais onze distritos e uma Capital compõe Panem, um novo país surgido após o fim da América do Norte. Na verdade, Panem nasceu sendo formada por 13 distritos, que eventualmente rebelaram-se contra a Capital e as condições desiguais entre os cidadãos que lá habitavam e o resto do país (falando nisso, leia este ótimo post do blog “Nem um pouco épico). Após a guerra civil que se seguiu, a Capital massacrou os rebeldes, obliterou o Distrito 13 e, como prova de sua força em relação ao resto do país, instituiu os Jogos Vorazes. Todo ano, em um evento chamado “Colheita”, um garoto e uma garota de 12 a 18 anos são sorteados para representar seu Distrito nos Jogos, em que ou você mata, ou você morre. Os “tributos”, como esses jovens são chamados, são colocados pela Capital em uma arena para digladiarem-se até a morte, em um evento que chega a durar semanas e que possui transmissão nacional ao vivo pela televisão, de modo que todos possam acompanhar a carnificina que se desenrola. No final, só um tributo sobrevive. Ele será o ganhador dos Jogos Vorazes e desfrutará de prestígio e fortuna até a sua morte, além de auxiliar seu Distrito a ganhar suplementos adicionais da Capital (grãos e óleos, por exemplo, o que faz uma tremenda diferença nos distritos mais pobres).


  Jogos Vorazes: homemade edition.

Acompanhamos Katniss no dia da Colheita, e aprendemos que seu pai morrera num acidente de mina alguns anos antes e que sua mãe entrara num estado catatônico desde então, deixando todas as responsabilidades da casa, incluindo colocar a comida na mesa, nas mãos de Katniss. Então, com a responsabilidade de alimentar a si própria, sua mãe e sua irmã mais nova, Primrose, Katniss se obriga a aprender a caçar nas redondezas do Distrito 12 para sobreviver. Gale, um rapaz dois anos mais velho e com responsabilidades similares às de Katniss, torna-se seu companheiro de caça, que é considerada uma atividade ilegal pela Capital.

Mas estávamos no dia da Colheita, não? Pois bem, a irmã de Katniss, Prim, é sorteada para se tornar um tributo, mas Katniss se voluntaria para ir competir no seu lugar. Logo, temo os tributos do Distrito 12: Katniss e Peeta Mellarke, ou “o garoto do pão”, o gentil filho do padeiro, cuja maior habilidade é “decorar bolos”. Katniss possui uma dívida de gratidão com o rapaz, o que será explicada ao longo da narrativa, e o fato de ele tratá-la bem considerando que terão de matar um ao outro em alguns dias na arena deixa Katniss um pouco perturbada, mas a faz ter certeza de que essa é a estratégia de jogo de Peeta.

Ohh, garoto do pão!!! 
[Créditos do incrível fanart para ~Lyricxxx. os trabalhos dela são o máximo!]


Ok, essa introdução foi mais longa do que eu pretendia, mas a estória é TÃO ABSOLUTAMENTE FANTÁSTICA que eu precisava demorar um pouco mais descrevendo-a. Mas não se preocupe, não dei nenhum spoiler que não apareça nas primeiras 30 páginas do livro.

Enfim, não bastasse o tema de distopia (que, após o sucesso de Jogos Vorazes, passou a ser utilizado no formato “produção em massa” em livros YA, assim como já ocorreu com anjos e vampiros. Nesse caso, os exemplos são muitos: Destino, Delirium, Wither, Divergent e tantos outros...), que já me remete imediatamente a Geroge Orwell (não gosto de Aldous Huxley e precisaram me explicar a última página de “Admirável Mundo Novo” – não, não tenho vergonha de dividir isso, porque a única coisa naquele livro que me agradou foram os "nomes-referência" à figuras históricas) e me deixa muito, muito feliz, temos um livro recheado de ação. SIM! Sangue, lutas, aventuras na arena. Intercaladas com momentos fofos. E momentos tristes. Eu chorei, de verdade, com lágrimas e tudo! Há anos eu não chorava lendo um livro.

Sei que não estou fazendo muito sentido, mas é absolutamente impossível escrever uma resenha coerente desse livro, porque minha empolgação acaba tomando conta e meus pensamentos passam a se resumir a “OMFG! Vou recomendar isso loucamente para todo mundo e dar 05 estrelas em qualquer website em que a qualidade de Jogos Vorazes esteja em discussão”!

A autora, Suzanne Collins, não é muito fã de descrições longas e pormenorizadas. Ela é direta (não no estilo Lisa Mcmann, acalmem-se), descreve o necessário e foca muito mais na ação. Isso pode parecer uma crítica negativa da minha parte, mas não é. A autora é brilhante e acredito que Jogos Vorazes não seria tão bom se conduzido de outra forma. E, ah, como é bom ler um livro em que o autor não tenta "enfeitar" a coisa toda com milhões de adjetivos, advérbios e locuções adverbiais que juntos não me dizem nada!

E as personagens? Todas inesquecíveis ao seu modo: complexas, diferentes e extremamente fáceis de simpatizar. O núcleo de apoio é muito interessante, com Effie (desculpa, mas além de mim mais alguém só consegue imaginar essa mulher como Rita Skeeter?), Haymitch e Cinna. Já Katniss é o tipo de personagem que me faz voltar a ter fé de que é possível escrever uma estória para jovens adultos sem imbecilizar a protagonista. O que eu posso dizer dela além de que ela poderia acabar com você se quisesse? Possivelmente com uma flechada no meio da testa? Deus, Katniss, as Spice Girls ficariam MUITO orgulhosas de você! Não dá para ter mais girl power do que isso.

Mas Peeta vai ganhar um parágrafo especial para ele. Porque embora haja uma tendência a imbecilizar as protagonistas femininas de um livro, há uma tendência ainda maior a imbecilizar sua contrapartida masculina na estória. Porque tornar o garota do livro perfeito, para mim, é uma forma de imbecilização. E em geral os autores não encomtram nada mais para dizer em relação a esses caras além de “sexy e misterioso”. Puh-lease. E quando se tanta fazer algo diferente e menos estereotipado, em geral acabamos com algo no estilo Sam de Calafrio. Convenhamos, Sam não é um rapaz “sensível e artístico”, mas uma senhora de 80 anos no corpo de um rapaz! É como ver Sexa-Feira muito louca, sem saber com o que acontece com a outra pessoa envolvida na troca!

Peeta, por outro lado, não se encaixa no estereótipo masculino que se costuma encontrar neste tipo de livro. Ele não é um bad boy, não é exatamente forte (ele se “vira”, digamos assim) nem “sexy e misterioso”, seja lá o que isso quer dizer. Ele é só o garoto do pão, gentil e que consegue levantar sacos de farinha de 45kg. Nada extraordinário. Mas é diferente de Sam, porque Peeta efetivamente parece um garoto! Um garoto que rende fanarts muito bonitinhos, aliás (você já viu o acima, não?).

Evidência #01 de "o mundo não é justo".

Enfim, Jogos Vorazes é recomendadíssimo. Nada que eu pudesse dizer capturaria o que encontrei ao ler a estória de Katniss, então acho melhor parar por aqui. Mas esperar a sequência será doloroso, meus caros, muito doloroso...
 
Narrativa: 5/5
Desenvolvimento das personagens: 5/5
Fator X: É o equivalente a uma edição distópica e adolescente do programa "Survivor", se os competidores tivessem que se matar.
Avaliação Geral: 5/5

12 comentários:

Niii disse...

Lekaaaaaaa!
haha
Amei a review. Eu adoro essa trilogia. Compra o box em inglês, é mais barato do que um livro(isso, apenas 1) em português.
Sabe o que é mais doloroso do que esperar!? o final da trilogia! haha
O Peeta é uma coisa.
Lendo esse livro eu fiquei doida p/ comer amora e ganso silvestre! huahauha *_* #fome

bjs

Dani disse...

Adorei a resenha!
Claro, não tem como não adorar quando é algo falando bem de Jogos Vorazes, porque qualquer coisa que fale bem desse livro já me deixa toda empolgada, querendo gritar pra todo mundo sobre o quanto eu amo essa série. XDD
Além do que qualquer resenha sua também é ótima. :D

Droga, agora eu voltei a me agoniar porque ainda não li o segundo livro, OIAUEHAEOIU. D:

Julia Nevares disse...

Por que você fez isso comigo? isso é tudo que eu me pergunto!

Eu já estava doida pra ler esse livro e agora eu preciso dele.
Todo mundo fala bem e ninguém se decepciona, aí tem *--*

adorei a resenha!

beijos

Ana Perez disse...

Oie! Eu simplesmente AMEI Jogos Vorazes! Eu li em inglês porque o livro tava extremamente caro (52 reais na La Selva O.O) Ainda não tenho o segundo da série, mas não aguento mais esperar pra ler! Enfim, amei a resenha, ahaha
beijão, Ana Perez

http://vivendoentrepaginas.blogspot.com/

Karin disse...

Fazendo a minha visitinha semanal e deixar um beijinho,
Aproveite e visite a minha página também.
bjosss

Karin disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Evellyn disse...

Uhua
pra variar, amei sua review.. eu tb tenho esse pensamento com JV pq todo mundo so fala bem - nunca vi resenha negativa - então eu espero mt desse livro! Mas ao mesmo tempo so não to na ansiedade pq a historia não me atrai tanto na questão de 'é um livro que eu leria sem propaganda' pq me lembra uma coisa pois apocalipse... Além de ter esses jogos que me deixam pensando que é tudo mt jogos mortais feelings.. hauhua
mas se vc achou absolutamente fantastica!! Ai, que loucura! rs

'E em geral os autores não encomtram nada mais para dizer em relação a esses caras além de “sexy e misterioso”' ahuahua eu concordo demaisssss!! Ainda não li Calafiro mas morri de rir com o que vc falou! Esse é o livro que eu so lerei se gostar do filme... rs

Nota maxima hein... HUahua e o fator X é bem instigante! hauhauhau

bjsss
Hey Evellyn!

book disse...

Lééééka!! Háá, preciso loucamente ler esse livro! *-* OMFG! Sério, acho que explodir se ler mais uma resenha de Jogos Vorazes! *o*
E já percebi que vou amar a Katniss, de verdade, amo protagonistas Ei-não-mexe-comigo-ou-eu-te-mato-literalmente *-* Adooooro! E o Peeta deve ser um amor *-*
Aiai, nao devia ter lido sua resenha droga! ;P
Mas estava ótima, como sempre! :D
Beijoca!

DÉIA disse...

Seu blog é muito bom por isso vim até o seu espaço e gostei muito do que li por aqui. Tenho um blog Tb gosto d++ de poemas. E estou te seguindo se VC puder da uma passada La no meu blog. E VAI SER UM PRAZER SE PUDER ME SEGUIR...Bejs . Déia.........
Esse é o link do meu blog
http://wwwdeiablog.blogspot.com/

Karin disse...

Olá
Tem selinho pra vc em meu blog,
Vá lá conferir: http://www.prateleiradecima.com.br/?p=591
bjos

Celle Espindola disse...

Tem gente que tortura, né Leka?
To há uma vida pra comprar Jogos Vorazes, um dos livros mais caros da história, e você me manda mais essa, pkspks.

Vou aproveitar a vibe Em Chamas chegando, abaixo de preços, para comprar log, logo.
Jogos Vorazes que me espere!

Beijos,
Celle
Três Lápis

Léka disse...

Okay, demorei SÉCULOS para responder estes comentários, não me odeiem!!

Niii: Então, pensei MESMO em comprar em inglês, mas sempre que eu já sei que uma série está sendo/será lançada no Brasil, fico com dó de comprar a edição internacional haha. Sinto como se eu estivesse desestimulando os lanaçamentos nacionais destes livros, embora os preços da Rocco sejam um absurdo e justificadores 100% de uma burlada nessa minha filosofia hehe

E SIM, onde eu como GANSO SILVESTRE COM PASSAS? Alguém me diz?? hahahaha (até o pão do Distrito 11 pareceu bonitinho *-*)

Dani: Agora que eu acabei de ler o segundo, estou absolutamente agoniada pelo terceiro. Sério, qualquer dia vou estar tremendo por aí como uma dependente química em abstinência =P !

Júlia: Sim, VOCÊ PRECISA DELE! Desculpe-me deixar você em maior desepero ainda, mas você não faz idéia de COMO PRECISA DELE!!! Eu não sei como vivi até 2011 sem ter lido JV rs

Ana: Sim, a Rocco sempre lança livros MUITO caros. Mas consegui por R$36,00 numa promção (ainda caro, mas os R$49.00 habituais são impraticáveis)...De todo modo, pelo menos os livros deles em geral tem uma boa qualidade (menos "Os pilares da terra", cujas capas tenho certeza foram feitas no Paint...Por alguém de 05 anos).

Evellyn: Ahh, rola um "Jogos Mortais" feelings na premissa, mas pode conferir porque eu odeio este filme de "pornôterror" (como bem definido em Pânico 04 haha) e me apaixonei completamente por JV ;]

Lu: Sério, você vai amar. Garantido, garantido =D !!! Katniss é 100%b girl power é o Peeta é fofo demais para colocar em palavras!

Déia: Super obrigada! Darei uma passadinha lá, pode deixar ;)

Karin: Muito obrigada!!! Estou devendo em minhas visitas, mas vou tentar colocar em dia!

Celle: Em breve terá resenha de "Em chamas", então aproveite para ler JV AGORA e se poupar de mais momentos agoniantes #purodrama...Porque você está perdendo um livro maravilhoso =D !!